Fique por dentro de
novos assuntos e dicas aqui
no Blog C&C.

Conheça os tipos de tijolos e descubra o melhor para sua obra

Descubra os principais tipos de tijolos existentes e onde usá-los!


Você está reformando, construindo ou ampliando a sua casa, precisa comprar tijolos, mas não sabe exatamente qual modelo escolher? A C&C te ajuda!

Descubra neste texto detalhes sobre os tipos de tijolos disponíveis no mercado, assim como medidas e aplicações, além de sanar outras dúvidas comuns, como qual a diferença entre bloco e tijolo. Continue a leitura e saiba mais!


Tijolos de barro

Também conhecidos como tijolos de cerâmica, os tijolos de barro são bem comuns e tradicionais sendo, normalmente, utilizados em construções. 

Feitos principalmente de argila misturada com água — que proporciona uma cor avermelhada ou alaranjada ao tijolo —, são moldados em formas retangulares e passam por um processo de secagem ao ar livre ou em fornos, com o propósito de remover a umidade e garantir que eles garantam uma resistência adequada.
 

tijolos de barro
O tijolo de barro tem cor avermelhada ou alaranjada, pois é feito de argila misturada com água.


Entre as vantagens, os tijolos de barro são capazes de suportar cargas consideráveis, têm bom desempenho em termos de isolamento térmico, possuem propriedades acústicas e são fabricados a partir de materiais naturais e renováveis. E se você se preocupa com a questão ambiental, esse modelo de também é reciclável.

Porém, se comparado a outros tipos de tijolos, como os de concreto, os de barro podem ser mais frágeis, especialmente se não forem protegidos da umidade.

Sem falar que é necessário um grande número de tijolos para se construir um metro quadrado de parede. Nesse caso, os gastos com argamassa e mão de obra são maiores. Outra característica desse tipo de material são as imperfeições dimensionais das peças.


Onde aplicar tijolos de barro?

  • Paredes estruturais de edifícios residenciais, comerciais e industriais;
  • Paredes de vedação, que não possuem função estrutural, mas são construídas para delimitar uma propriedade, proporcionar privacidade e segurança;
  • Revestimento de paredes internas ou externas;
  • Lareiras e chaminés devido à resistência ao calor;
  • Pisos e pavimentação de áreas externas, como calçadas, pátios e terraços.


Tijolo baiano

Se você se pergunta qual tijolo mais barato, a resposta é: o baiano. No entanto, por não suportar cargas estruturais, só pode ser usado como vedação. Contudo, tem altos índices de quebras e produz entulho no canteiro de obras.

Assim como o tijolo comum, o baiano não tem precisão dimensional. Ou seja, requer mais gastos com material de reboco e mão de obra, principalmente na etapa de nivelamento das paredes. Mas se comparado ao tijolo comum e ao bloco de concreto, tem desempenho térmico superior.

Pode ser aplicado na construção de residências, edifícios comerciais e estruturas diversas, sendo comumente empregado na elevação de paredes estruturais, tanto internas quanto externas. Também pode ser utilizado em muros, churrasqueiras, lareiras e outros elementos construtivos.
 

tijolo baiano
O tijolo baiano tem altos índices de quebra e gera entulhos na obra.
 


Tijolos de concreto

Os tijolos de concreto também figuram entre os tipos mais comuns. Também são opções resistentes, duráveis, versáteis e oriundas da mistura de cimento, areia, agregados, como cascalho ou pedra britada, e água. 

Produzidos com facilidade em larga escala, eles tendem a ser retangulares, mas podem ser formatados conforme o desejo do consumidor ou uma demanda específica do projeto. Para se assemelharem a tijolos de barro, pedra ou outros materiais, os de concreto podem ser, também, texturizados.

Apresentam tonalidade acinzentada ou creme e figuram entre os tipos de tijolos vazados, já que possuem furos internos com o objetivo de reduzir o peso e melhorar o isolamento térmico.

Resistente ao fogo e à umidade, entre as vantagens do bloco de concreto estão:  ser menos suscetível a danos causados por insetos, fungos ou roedores; oferecer bom isolamento térmico e acústico e ser relativamente sustentável, podendo ser reciclado.

Se comparado ao tijolo comum ou ao de solo-cimento, o bloco de concreto rende mais, porque a mão de obra executa a alvenaria mais rapidamente. E o desperdício causado pelas quebras do material é muito inferior ao gerado pelo modelo baiano. Além disso, é preciso menos argamassa de assentamento e camadas mais finas de reboco, principalmente nas paredes internas.


Onde aplicar tijolos de concreto?

  • Paredes estruturais em edifícios residenciais, comerciais e industriais;
  • Paredes de vedação e muros;
  • Revestimento de fachadas;
  • Elementos pré-fabricados, como lajes, blocos para pavimentação e blocos de fundação;
  • Construção de lareiras e churrasqueiras;
  • Pisos e pavimentação.


Monte um jardim com blocos de concreto | C&C Casa e Construção
Os tijolos de concreto são produzidos em larga escala com facilidade.



Bloco de concreto ou tijolo
?

É normal se confundir e não saber dizer se é um bloco ou tijolo. A grande diferença entre esses dois produtos consiste no fato de que os furos do bloco são na vertical, ao passo que os do tijolo são na horizontal. 

Além disso, o bloco costuma ser maior que o tijolo, assim como os furos, em caso de blocos vazados, para que seja possível a passagem de tubulações e ferragens, e é um produto estrutural, criado para suportar o peso de uma edificação.


Tijolos de vidro

Embora não sejam tão resistentes quanto os tijolos de barro ou concreto, os modelos de vidro oferecem um visual estético interessante. Usados em projetos arquitetônicos modernos, são tipos de tijolos decorativos e maximizam a passagem de luz natural, iluminando e ampliando o ambiente.

Como o próprio nome sugere, são constituídos de vidro transparente ou translúcido, e o processo de produção envolve uma mistura de diversas matérias-primas, entre elas sílica, soda cáustica, cal e aditivos.

Podem ter diferentes texturas, cores e padrões, costumam ser mais finos e menos densos do que outros tipos de tijolos. A depender do grau de transparência ou translucidez do vidro, podem oferecer privacidade parcial.

No entanto, os tijolos de vidro têm baixo isolamento térmico, o que significa que não são tão eficientes na retenção do calor como outros materiais. Em contrapartida, são capazes de oferecer bom isolamento acústico, ajudando a reduzir a propagação de ruídos indesejados.

Na fase da manutenção, recomenda-se a limpeza com produtos adequados para vidros, a fim de preservar a transparência e aparência estética.


Onde aplicar tijolos de vidro?

  • Banheiros;
  • Halls;
  • Escadas;
  • Divisórias internas de ambientes;
  • Fachadas de edifícios.


tijolos de vidro
Os tijolos de vidro são utilizados, principalmente, com propósito decorativo e para ajudar a iluminar o ambiente.



Tijolos refratários

Os tijolos refratários são um tipo especial, capaz de tolerar altas temperaturas sem se deformar, derreter ou sofrer outros danos, suportando a expansão e contração causadas por mudanças rápidas de temperatura sem rachar ou quebrar. Por isso, são comumente utilizados em estruturas sujeitas a calor intenso. 

Produzidos a partir de materiais como argila refratária, chamote, sílica, alumina, entre outros minerais, podem ser compactados e moldados em formatos retangulares ou conforme as preferências e exigências do projeto.

Para adquirir resistência e durabilidade, enfrentam um processo de secagem e queima em altas temperaturas. Existem diferentes tipos de tijolos refratários, como os de argila, alta alumina, sílica, cromita e de magnésia, sendo que cada um deles apresenta propriedades exclusivas, como níveis de resistência ao calor e de condutividade térmica distintos.

A classificação também é feita por temperatura: os tijolos refratários de baixa temperatura suportam até cerca de 1.200°C; os de média, de 1.200°C a 1.600°C; ao passo que os de alta, toleram temperaturas acima de 1.600°C.


Onde aplicar tijolos refratários?

  • Fornos industriais, como fornos siderúrgicos, fornos de cimento e fornos de vidro
  • Chaminés
  • Caldeiras
  • Estufas
  • Incineradores
  • Outras estruturas que requerem resistência ao calor.
tijolo refretário
A classificação dos tijolos refratários é feita conforme a temperatura suportada pelo material.


Tijolos ecológicos

Por fim, é possível encontrar ainda os chamados tijolos ecológicos, que nada mais são do que uma alternativa sustentável em relação aos tijolos convencionais.

Fabricados a partir de materiais que ocasionam menor impacto à natureza, como mistura de solo, cimento (porém, em menor quantidade que os demais tipos de tijolos), água, entre aditivos e estabilizadores, costumam ser frequentemente utilizados em projetos de foco ambiental.

A partir disso, a emissão de gases de efeito estufa relacionados à produção de cimento é reduzida, assim como a extração de materiais naturais. Da mesma forma, requerem menos energia para serem produzidos, pois a fabricação é mais simples e não requer queima em fornos.

Os tijolos ecológicos têm propriedades de isolamento térmico e podem ajudar a reduzir a transferência de calor, além de contribuir para a eficiência energética.
 

tijolos ecológicos
Os tijolos ecológicos não necessitam de queima em fornos.



Desmontáveis, podem ser facilmente triturados para serem reintegrados como material de base ou utilizados em novos tijolos ecológicos. Portanto, são opções recicláveis e reutilizáveis.

Porém, embora os tijolos ecológicos tenham grandes vantagens ambientais, alguns pontos devem ser considerados. Garantir que a qualidade e a resistência dos tijolos atendam aos padrões de construção e segurança é uma delas, assim como considerar o desempenho específico dos tijolos ecológicos em relação a questões como umidade, isolamento acústico e durabilidade.

Os tijolos ecológicos são utilizados em uma variedade de aplicações, incluindo paredes internas e externas, muros de contenção, revestimentos e estruturas leves. Eles são comumente vistos em projetos de construção sustentável e em iniciativas que buscam reduzir o impacto ambiental da construção civil.


Onde aplicar tijolos ecológicos?

  • Paredes internas e externas de edifícios residenciais, comerciais e industriais;
  • Revestimentos de fachadas;
  • Muros e cercas;
  • Projetos de paisagismo;
  • Construção de estruturas leves, como galpões, quiosques, abrigos ou espaços de lazer.



Qual tipo de tijolo escolher?

Você já sabe quais tipos de tijolos existem. Mas como fazer a escolha certa? De forma geral, isso vai depender da finalidade e do tipo de construção (paredes estruturais, revestimentos, muros, pavimentação ou outras aplicações), da resistência e durabilidade desejadas, do isolamento térmico e acústico.

Outros fatores que podem influenciar essa decisão são a questão estética, já que é possível encontrar diferentes tipos de tijolos e suas medidas, mas também de formatos e cores, a sua preocupação com a sustentabilidade, além do orçamento disponível para a reforma ou construção.

E se você chegou até aqui, aproveite para conferir os tijolos e blocos disponíveis no e-commerce da C&C, assim como outros materiais necessários para a construção, como argamassa. É só clicar no banner abaixo!
 

Compre na C&C

Tijolo Vazado Diagonal Xis 25x18x7cm Tijolo Vazado Diagonal Xis 25x18x7cm
Tijolo Comum Ensacado 10 Peças Tijolo Comum Ensacado 10 Peças